Web Hosting

Trabalhamos para ganhar dinheiro e gastamos para recuperar a saúde

Like 13+
Pinterest
Pinterest
Google+
https://changingmyselffirst.com/trabalhamos-para-ganhar-dinheiro-e-gastamos-para-recuperar-a-saude/
Twitter
Facebook
LinkedIn
Instagram


Olá a todos,

Estou de volta, desta vez com um tema que para mim é muito interessante, "trabalhamos para ganhar dinheiro e gastamos para recuperar a saúde". Quem já não sentiu isso na pele? Ou talvez, até nem nunca tenhas pensado sobre isso! Mas não deixa muitas vezes de ser verdade...

Quem é que de vez em quando, não diz que necessita tirar umas férias? Que está cansado do trabalho! Que está a dar cabo dele/dela? Até já tem dores, quer seja de costas, nas articulações ou na cabeça! Entramos e saímos do trabalho com o raciocínio toldado, mas ignoramos esta situação diariamente.

 

Como conseguimos viver a dar cabo da nossa saúde e a gastarmos para a recuperar

Na sociedade de hoje, uma sociedade menos humana e mais capitalista, o que importa não é o bem-estar das pessoas, mas sim o dinheiro que ganhamos. Vivemos numa sociedade egoísta, que compara sistematicamente o que cada um tem e cobiça para si, com tudo o que os outros têm.

Estamos tão embrenhados na nossa sociedade, que muitas vezes nem percebemos o mal que ela nos faz. Queremos cada vez mais, mais dinheiro, mais poder, mais roupas, mais tralhas, mais tudo o que se possa imaginar, esquecendo-nos do mais importante! Se queremos mais, temos que dar mais, nestes casos muito mais da nossa saúde e de nós próprios.

Será que ficarmos doentes porque queremos mais do que o que realmente necessitamos, vale mesmo a pena? Vou ganhar agora mais, para depois ter que gastar esse dinheiro para recuperar a minha saúde?

O mundo é constituído por energia, energia essa que encontra sempre um equilíbrio, e assim também deveria ser nas nossas vidas. Cada vez mais, temos que avaliar se o que damos de nós vale realmente o que recebemos como contrapartida.

 

Queremos realmente continuar a nossa vida desta forma

Hoje em dia, deixámos de estar muitas vezes conscientes do que realmente é importante a longo prazo. Deixem que vos diga, que a saúde que perderem pelo caminho, dificilmente a recuperarão! Empregos desgastantes que nos tiram a saúde, talvez não sejam os empregos mais adequados para nós! Será que fomos realmente feitos para vivermos desta forma? Alguma vez se questionaram?

Devemos colocar-nos algumas questões para percebermos o que queremos, antes de mais. Se queremos continuar numa vida desgastante ou se queremos repensar a nossa forma de nos vermos e de vermos o mundo:

Dinheiro, saúde e doença

Photo downloaded from Pixabay

  • O que quero realmente fazer com a minha vida?
  • O que é mais importante para mim?
  • A que é que eu dou mais valor na minha vida?
  • Estou realmente feliz com a minha vida?
  • O que gostaria de mudar?
  • O que é que nunca fiz e gostava de fazer?
  • Tenho uma vida que me permita ser feliz?
  • Como posso melhorar a minha saúde?

Estas são algumas das questões que me passam pela cabeça fazer, quando estou na dúvida de que rota deva seguir.

Hoje em dia, já com mais certezas do que não quero e menos incertezas do que quero, segui um caminho apenas meu, diferente de tudo o que qualquer um, incluindo eu teria esperado de mim própria. Mas todos o podemos fazer, é só uma questão de termos as razões certas para o fazer...

 

Vamos cuidar mais de nós, o dinheiro ajuda, mas não é tudo na vida

Muitos de nós, nem se apercebem de que estamos tão focados na correria do dia-a-dia e numa pressão tão brutal para fazer tudo o que nos é exigido pela atual sociedade, que nos esquecemos do mais importante, nós. Ao longo do tempo ficamos desgastados e mais susceptíveis a doenças, simplesmente porque não conseguimos fazer algo básico, como cuidar de nós. Podemos não admitir aos outros, mas sabemos no nosso íntimo como isto é bem verdade.

Apenas conseguimos vislumbrar esta ideia de não cuidarmos de nós, muitas vezes, quando já estamos bastante mal de saúde. Nesta altura temos dois caminhos, ou continuamos num mesmo caminho em que trabalhamos para ganhar dinheiro e gastamos para recuperar a saúde, ou quebramos com o que nos está a fazer mal, quer seja trabalho, relações, os nossos próprios pensamentos ou as nossas atividades.

Há uma altura na vida onde temos que colocar na balança a nossa saúde versus o que ganhamos. A verdade é que hoje em dia, já há muitas pessoas a deixarem empregos bem pagos e extremamente stressantes, para trocar por cargos menores, mas que lhes permitem ter uma qualidade de vida superior. Outros, fazem mudanças mais radicais, tudo depende na realidade do que queremos ter na nossa vida e a para sabermos isso, temos que deixar de dar ouvidos aos outros e realmente ouvir o que no nosso íntimo queremos.

 

Mudar é uma viagem sem retorno

Quando decidi mudar, tinha lido muito sobre diversos temas que me interessavam, já havia simplificado bastante a minha vida e estava pronta para avançar. Sugiro alguns posts que escrevi e que também contêm links interessantes para dar uma leitura, se estás a considerar mudar algo na tua vida:

Com saúde, conseguimos fazer muito mais, com muito menos. Eu decidi há algum tempo que a minha saúde era mais importante que o dinheiro, fiz claramente uma escolha que me colocou num caminho completamente diferente. A maioria dos meus amigos não conhece o meu novo caminho e sei pela reação de alguns, que seria a última direção que me veriam a tomar. Talvez isso diga muito sobre quanto as pessoas na realidade nos conhecem...

No entanto, estou certa e confiante, que as opções que fiz foram as corretas para mim. Alinhei o que a minha cabeça, o meu coração e o meu instinto queriam. Uma vida melhor, talvez até um pouco fora dos padrões da sociedade, mas que me tem feito estabilizar a minha doença.

Se a tua vida está a debilitar a tua saúde, o que perdes em mudar de rumo? Aqueles que realmente te amarem irão estar ao teu lado, quando perceberem que a tua opção é o melhor para ti, mesmo que não te compreendam, mas também não é relevante que o façam. Quanto aos outros, terão sempre uma opinião a dar, mas a opinião é deles, não é tua. A tua vida, sim, é tua, tua para fazeres dela o que entenderes, desde que seja o melhor para ti.

As mudanças na nossa vida devem beneficiar-nos, nos níveis de consciência em que estivermos dispostos a aceita-las. Se estas preparado para uma mudança na tua vida, porque já não queres desgastar a tua saúde, só te posso desejar boa sorte e dizer-te que será uma viagem sem retorno ao que eras ou és agora. Vais perder muito certamente pelo caminho, mas também vais ganhar muito.

 

Raquel

Pinterest
Pinterest
Google+
https://changingmyselffirst.com/trabalhamos-para-ganhar-dinheiro-e-gastamos-para-recuperar-a-saude/
Twitter
Facebook
LinkedIn
Instagram
Like 13+

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *